amor e fé

para olhar os prazeres do céu,
deitei-me ao lado
do santuário.

ela veio chegando
como quem já havia
chegado, com tanta poesia,
tanta certeza no andado.

deitou-se por sobre
meu corpo assustado
o inverso do pecado

e amei sua pele
tanto quanto amava o céu
seu vestido prateado!

céus!
só há Deus
que justifique a fé,

quando amo as costas,
os ombros e os seios
dessa mulher!


Cristiano Siqueira
(Foto de Marta Gonçalves)