Amor ideal

És a primavera de meus dias
Quem trouxe o colorido
Para os meus cinzas

O brilho entre os braços da estrela
Que quando criança eu estendia
As mãos para tê-la

Aquela flor nascida no muro
Acima da janela, que a chuva rega
Solitária entre as pétalas

Única e bela, exata
O foco de minhas nostalgias
Meu ideal de mulher amada!

Cristiano Siqueira