Amor e ruínas

Ele me quer para as ruínas.
Mas se estou despedaçado,
Ao menos dele
Sou seus estilhaços...

Eu vim pra que ele me desobedeça
Vomite suas lágrimas
Neste poço do meu corpo:
Invólucro de sangue
Circulando-o estanque!

E se me julgas
De só a mim afetar
Meu pessimismo
- Caro amigo leitor -
Ora! Não estou falando disso
Sintam muito! Estou falando do amor!

Cristiano Siqueira
(Foto de Christophe Agou)