Amor além dos poemas de amor
(XIII - Monólogo)

Eu: Tô com saudade tanto dois de você, sabia?

Eu: Isso você diz de zero a dez?!

Eu: Claro que não!
    Como fosse dois de você pra caber!




Cristiano Siqueira

(Foto de Henri-Cartier-Bresson)

6 comentários:

Gizando disse...

ainda me lembro do dia em que encontrei poesia na vida da pobre internet...e foi aqui...e foi aqui...até chorei,juro.

continuidadedosparaques disse...

Gostei muuuuuuito

Aline Ahmad disse...

Amei!

(Nenhuma outra palavra que não fosse a conjugação do verbo amar para definir a sensação que causa a leitura de suas palavras...)

Vou linkar seu blog no meu.
Já te sigo no twitter também.

Beijos de luz,

Aline***

Eline disse...

Parece a escala analógica da dor:
de zero a dez.
Cris, vc acaba de readaptar:
Escala Analógica da Saudade (EAS)
rs
rs
rs
...
Te tanto preciso!

Eline disse...

É como a escala analógica da dor, de zero a dez...
Cris: vc acaba de readaptar: escala analógica da saudade (EAS).
...
...
...
Te tanto preciso!

Eline disse...

Comentários gêmeos.
Site maluco!