Amor inexato

Meu amor é maior que a glória
E menor ou igual ao pecado.
Meu amor é um intervalo,
Infinito.

Meu amor não é meu
Mas em mim está contido
E se pertence e se expande...
Me contém com seus ritos.

Meu amor é uma constante
Que eleva a alma das nuvens
Sobre o inferno de Dante.

Meu amor é tão grande
Quanto à glande de Deus!

Com as raízes no céu,
Meu amor está plantado
Tal qual as montanhas.

Meu amor se rega
Desenhando sobre a terra,

O vôo de suas ramas.


Cristiano Siqueira


(Foto de Henri Cartier-Bresson)