Amor fazendo drama

Fico imaginando...
se eu que te amo
já esqueci,
imagine você: nem sequer gostou de mim.

Não que eu a tenha esquecido
exatamente como quem sabe o valor da incógnita,
mas como um lento desanuvio...

Diria que te amo esquecidamente.
Com um desdém adequado aos dias que passam
e me fazem passageiro.

Teu rosto sempre nublou-se na lembrança.
Tudo por minha proteção inconsciente:
hora por suportar a saudade
hora pra gestar tua ausência.


Ainda hoje tracei uma reta
como sobrevoasse a cidade.
Eu numa extremidade
e você extremada,
sem eu saber onde...

Nosso passado,
que só eu trouxe de nossa estória,
é comigo insistente.
Nem venho a pensar nele
E ele por conta própria vem presente.

Mas o porquê
não sei estar envolto neste drama!
Te amo e já esqueci.
E você,
Você, ora!
.........................
Você nem gostou de mim...



Cristiano Siqueira
(Foto de Henri Cartier-Bresson)