amor passado

passou...
como brisa sem alento
um vento sem destino

sem menção de voltar
antes de seguir
decidido.

em seu peito de horizonte
nas suspensas costas do ar,
passou...

seu caminho sem caminho
seu caminho: seu andar

ah! meu amor...
não se aparte de mim!
pois que tua passagem
não nos diz que acabou...

Cristiano Siqueira



(Foto de Henri Cartier-Bresson)