Amor partido

Beijemo-nos enquanto não é tarde!
Enquanto tu não partes
E só fique a latência
Desta ardente vontade.

Beijemo-nos tristes e solitários
De ver acontecida
A trajetória que insiste
Em nos levar à despedida.

Beijemo-nos com medo
Do ledo engano
Da esperança...

Beijemo-nos! porque não há como
O amor ser o que não é
E nós, o contrário do que somos.

Cristiano Siqueira



(Foto de Christophe Agou)