Amor e adeus...

Adeus...

Não me despeço de ti,
Mas do que sinto por ti.

Adeus...

Algo de mim comigo mesmo:
Despedida do que eu era
E ainda faz com que eu seja,
Diferente...

Adeus...

Talvez tu nem saibas
Que estou indo embora.
Nem percebestes
Minha chegada,
Por certo não era
Eu quem chegava.

Adeus...

Não há culpas,
São quase mágoas
Que eu não deixei
Acontecer.

Adeus...

Mas te levo junto
A partir de mim.

Adeus...

De tudo ou nada,
Não sou mais
Aquela estrada
Abandonada...

Cristiano Siqueira
(Foto de Martine Franck)