Amor e apartamento

Nenhuma dor alcança
A dor da distância!
Triste, tateio rastros
Entre as paredes do quarto...

Sombras de passos
Trançados na esperança
Do porvir, foram ameaçadas
De ir pra U.T.I.

Há a saudade e sua ausência...
A maldade da vida
Não nos haveria de apartar,

Nem quando damos licença.

Cristiano Siqueira
(Foto de Nils Jorgensein)