amor proibido

todo poeta tem um amor proibido!
mas não se preocupe comigo.
antes que eu me culpe,
faço versos de inocência
aos teus modos de amante.

e te declaro e te declamo e te cristianizo...
meus joelhos junto aos teus
soerguidos pelas mãos de Deus!

e que chovam granizos de fogo
depois que virarmos sal,
pouco importa se viver de amor
foi pecar bem ou mal!


Cristiano Siqueira
(Foto de Cornel Capa)

10 comentários:

Anônimo disse...

B-R-A-V-Í-S-S-I-M-O! Faz de conta que estou aplaudindo de pé! ;)

Rosana Paiva disse...

Esqueci de assinar o comentário aí de cima... ;)

Eline disse...

Gostei da ousadia desse poema!
A ingenuidade usando um vestido sensual de palavras...

Lilia Queiroz - lilica disse...

Nossa ter um amigo como você já é maravilhoso, agora imagina alem de amigo eu tenho um poeta... que chique...ahhhhh esqueci de te contar tem casamento a vista....
bjos...

macaiá disse...

Que poema lindo!
"...e que chovam granizos de fogo
depois que virarmos sal."
Vou usar como epígrafe em o meu livro, libera?

Lorena disse...

Lindo, lindo! Amei...

Anônimo disse...

Simplismente Belo!!

A quem dedicaste este poema tão cheio de AMOR e CALOR??


BELO, simplismente BELO!!

Anônimo disse...

Lindíssimo!!!

Anônimo disse...

Esse é meu! Tenho certeza!Simplesmente porquê é exatamente o que eu sinto...

somebody disse...

酒店經紀人,

菲梵酒店經紀,

酒店經紀,

禮服酒店上班,

酒店小姐,

便服酒店經紀,

酒店打工,

酒店寒假打工,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工經紀,

制服酒店經紀,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工,

制服酒店經紀,